segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Conhecer o aluno, uma experiência gratificante


Desde julho de 2006, trabalho com o 1º e 2º ano do ensino médio da Escola Antônio Olegário dos Santos Cardoso na cidade Mogi das Cruzes, localizada praticamente na zona rural, minha primeira experiência como professora. Foi meu primeiro contato com escola, depois de 21 anos de formação.Esse retorno foi por acaso, não tinha nenhuma intenção de lecionar.No primeiro momento percebi que necessitava interagir com os alunos. Como? Perguntando? Como a Filosofia é por si questionadora, o modo mais prático de conhecer os meus alunos, é começar a questioná-los.

Na primeira aula formulei um questionário. Dividido em duas partes: Primeira parte com perguntas pessoais e na segunda parte com perguntas relacionadas com a disciplina, pensamento, atitudes, pontos de vista, convivência (família, escola e comunidade). Todo ano aplica esse questionário, mesmo nos alunos nos quais apliquei no ano anterior. Eu o aprimoro todos os anos. E também comparo com o questionário do ano anterior.

A aplicação do questionário tem como objetivo conhecer o aluno “como ele é por si mesmo”, o seu pensamento, atitude, posicionamento frente a questões propostas com liberdade. Deixando o aluno à vontade, e sinalizando que as suas respostas serão aceitas, respeitadas e não julgadas.

Os resultados foram positivos. Pelo questionário conheço as idéias e os pensamentos de meus alunos, bem como suas possíveis atitudes futuras.A partir do questionário vou acompanhando o crescimento de cada um dentro da disciplina e na convivência escolar, pois hoje tenho uma relação de cumplicidade. Eles sabem que estou com eles porque amo o que faço e eles merecem toda a minha atenção. Além do questionário já elaboramos um memorial , onde aprofundamos a nossa cumplicidade.

Através desta ferramenta foi dada a estes alunos a oportunidade de se manifestarem sobre diversos assuntos. Parece que nunca ou muito raramente lhes foi dada tal chance. Isto também foi uma rara oportunidade para que os alunos apontassem soluções para os mais diversos problemas, inclusive alguns revelados por eles.

Existem neste questionário questões de ordem pessoal tais como: o tipo de música de que gostam , os alimentos que apreciam , esportes preferidos, etc.

Em suma , este questionário é em primeiro lugar um meio de auto conhecimento para o aluno. Através das respostas obtidas pude modificar alguns pontos em minhas aulas de modo a torná-las mais atraentes nos moldes daquilo que meus alunos responderam. Pude observar que em vários alunos, notei melhoras significantes no desempenho, na atitude em sala e no interesse demonstrado. Enfim, este nosso primeiro contato rendeu frutos.




EU SOU ASSIM....


Nome Completo:

Apelido:

Idade:

Data de Nascimento:

Filiação:

Pai e mãe

Endereço Completo:


Minhas Características Físicas.....


Altura:

Peso:

Cor da Pele

Cabelos

Olhos

Nº do Calçado

Manequim :


Meus Hábitos....


Prato preferido:.

Esporte preferido:

O melhor programa de TV:

Seu ídolo:

Música preferida:

Passeio preferido:

Suas qualidades:

Seus defeitos:

Seus valores:

Seu objetivo de vida:

O que vou ser? O que pretendo ser?



Agora vamos para a segunda parte:



Escola:

Nome:

Série:

Turma:

Data:

Disciplina : Filosofia ou ?

Professora:


1 -O que é filosofia, no seu modo de pensar?


2 – Quais os problemas ou assuntos que gostaria que fossem abordados em

aula, e preocupam você?


3 – Quais são os seus sentimentos em relação ao mundo em que você vive, o

mundo lá fora, a escola e a família?


4 – Fale sobre você, como pessoa, quem é você ?


5 – O que poderia ser melhorado na escola, dê sugestões?


6 – O que você como “aluno” poderia melhorar na escola?


7 - O que você espera da Escola, do Professor?


8 - Aberto para sugestões e comentários... sinta-se a vontade, o espaço é todo seu.


Marise von Frühauf Hublard

5 comentários:

Gilberto Miranda Jr. disse...

Puxa Marise, eu que logo estarei entrando em sala como postulante a educador, penso ser essa uma ferramente fundamental. Parabéns, com certeza farei algo semelhante, até para eles próprios poderem se conhecer além daquilo que o dia a dia os concede.

Penso que isso possa se transformar num grande mote para se discutir a nossa imagem de nós mesmos e como os outros nos vêem, e como construímos a nossa imagem a partir do outro, na intersubjetividade...

Parabéns pelo trabalho inspirador...

Marise von Frühauf Hublard disse...

Olá Gilberto,
Fico muito feliz com seu comentário. Pois, conhecer-se a si mesmo é muito gratificante ( tanto para o aluno como para o professor), enquanto o aluno se conhece, nós além de chegarmos mais próximo do aluno, chegamos a nos conhecer, o nosso
"eu" verdadeiro.
Fico feliz em saber, que pensa em fazer algo semelhante, os nossos alunos merecem uma chance.
O importante é compartilhar idéias...
Abraço,
Marise.

Sheila Abdala disse...

Gostei muito de seu questionário. Dou aula de matemática mas gostaria de pedir licença para usá-lo. Muitas vezes demoramos muito para conhecer nosso aluno e isso é fundamental para nos aproximarmos e inspirá-los a aprender. Obrigada.

Marise von disse...

Olá Sheila, enviei e-mail. Bjs

blog da professora genilsa disse...

Olá,adorei o questionário,vou usá-lo em minhas aulas.Parabéns!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin